Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Visita dialogada à exposição “Sístole | Diástole. Fotografias de Filipe Carneiro”

No âmbito da exposição “Sístole | Diástole”, o Museu de Lamego promove no próximo dia 03 de julho, pelas 16h00, uma visita dialogada por Filipe Carneiro, médico cirurgião cardiotorácico do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho e autor das fotografias, com a participação especial de Sónia Exposto e Alexandre Hoffmann Castela, do Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro.

Patente ao público até dia 4 de julho de 2021, a exposição de Filipe Carneiro tem como objeto o hospital onde trabalha como cirurgião cardiotorácico.

“O hospital é para cada um de nós um lugar de temor(es) e (in)quietudes porque por natureza o doente está despojado de tudo quanto é para além do corpo vulnerável. Tememos o lugar onde a linha da vida e da morte se desenha de forma mais radical, o lugar onde se tecem contingências e incertezas. Filipe Carneiro não tem a pretensão de documentar a vida do seu hospital ou do seu serviço. As suas fotografias inscrevem, registam os quotidianos daqueles que lidam com a falha, a falência, a rutura, a incompletude, a dor, a doença. E a imagem que o fotógrafo nos devolve é a de um corpo dentro de um corpo maior que é a cidade e como corpo, e como sistema, é feito de componentes que interagem entre si, que se implicam, se complementam, se integram” (Manuela Matos Monteiro).

A inscrição é gratuita, mas obrigatória.

Devido ao atual contexto de pandemia, a visita realiza-se com um limite máximo de 25 participantes.

Formulário de inscrição: https://bit.ly/SistoleDiastole_Visita_FormularioInscricao

Para mais informações:

Museu de Lamego: tel: +351 254600230 | email: mlamego@culturanorte.gov.pt



FILIPE CARNEIRO é minhoto, médico cirurgião cardiotorácico no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho e fotógrafo amador. Fotografa o mundo e as pessoas desde há muito, procurando através de cursos de fotografia aperfeiçoar a sua técnica de captura da realidade. Tem participado em exposições coletivas e realizado exposições individuais. Tem trabalhos selecionados na Galeria FineArt-Portugal, no banco de imagens Fotolia, na rede social Eyeem e no “space.com”. Várias imagens da sua autoria integram revistas e livros. É membro do grupo Novos Primitivos – Fotografia Química e do Photobook Club do Porto. É fundador da revista PELIKULA (www.issuu.com/ pelikularevista), uma publicação anual sem fins lucrativos.


SÓNIA MARIA REIS CONCEIÇÃO MARTINS EXPOSTO nasceu em Matosinhos em 1972. Licenciou-se em Medicina pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar em 1996. Concluiu o Internato Complementar de Cirurgia Geral no Hospital de Faro em 2005, tendo tomado posse como Assistente Hospitalar no Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro em 2007 e nomeada Adjunta da Direção Clínica desde 2010. Acumula funções no Instituto Nacional de Emergência Médica até à atualidade. Assistente Hospitalar Graduada desde 2016.


ALEXANDRE HOFFMANN CASTELA licenciou-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra em 1981. Ao longo da sua vida tem desenvolvido uma intensa participação cívica. Iniciou a sua carreira profissional em janeiro de 1982 no Hospital Distrital da Figueira da Foz onde esteve até 1985 como policlínico. Entrou para o Internato Complementar de Cirurgia Geral em outubro de 1985 no então Hospital Distrital de Lamego, hoje parte integrante do Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro. Terminou a especialidade em outubro de 1991. Obteve o grau de consultor da carreira hospitalar de cirurgia geral em 1998 e em 2003 chega a assistente graduado sénior. Desempenhou funções de orientador de internato, diretor de serviço e diretor clínico, entre outros. Atualmente é diretor adjunto do serviço de cirurgia do Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro e é responsável pela formação cirúrgica em Lamego. Desempenhou a sua atividade sempre no Serviço Nacional de Saúde do qual se orgulha de fazer parte.