Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. (Aberto, parcialmente, devido às obras de reabilitação do edifício)

Museu de Lamego celebra Dia Internacional dos Museus e Noite Europeia dos Museus

entre os dias 18 e 23 de maio

Sob o signo Museus, Sustentabilidade e Bem-Estar, proposto pelo Comité Internacional de Museus (ICOM), para o Dia Internacional dos Museus, que se celebra por todo o mundo a 18 de maio, o Museu de Lamego preparou um programa, com um conjunto de atividades, gratuitas, que terão lugar entre os dias 18 e 23 de maio.

O dia 18 é dedicado aos mais novos. Durante todo o dia a oficina Animais & Companhia vai proporcionar um primeiro contacto, de alunos do pré-escolar, com o museu e a arte, através das representações de animais e da natureza presentes na exposição temporária Um Museu para todos. O olhar de cada um, para explorar o modo como nos relacionamos com a arte e a natureza. A participação na oficina realiza-se mediante inscrição, através do email: mlamego@culturanorte.gov.pt, até ao dia 16 de maio.

Dia 20 de maio, pelas 21h30, a assinalar a Noite Europeia dos Museus, iremos refletir sobre a evolução do edifício onde se encontra instalado o Museu de Lamego, com os investigadores e arquitetos da Faculdade de Arquitetura do Porto, João Luís Marques e a Marta Oliveira. Numa conferência titulada De Paço a Museu. Um lugar de abertura à cidade serão abordadas as intervenções urbanísticas e arquitetónicas promovidas por iniciativa dos bispos de Lamego, durante o renascimento, e a continuada renovação do paço episcopal e áreas envolventes, que operaram a transformação da cidade, lançando os fundamentos para a expansão urbana nos séculos seguintes. Após a conferência realiza-se, pelas 22h30, uma visita orientada à exposição Um Museu para todos. O olhar de cada um.

O programa completa-se nos dias 22 e 23 de maio com a realização do Laboratório de Interpretação, Educação e Exposição em Museus, desenvolvido por alunos e professores do curso de mestrado em Museologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, a partir das coleções do museu. Numa proposta ensaiada pela primeira vez no Museu de Lamego, o Laboratório acontece no âmbito das Unidades Curriculares Poéticas e Políticas de Interpretação e Educação em Museus e Teoria e Prática de Exposição em Museus, com o objetivo de proporcionar aos estudantes uma compreensão dos diferentes níveis de significado, tanto a nível concetual como prático, da educação e da exposição em museus, ao mesmo tempo que desenvolve a capacidade de refletir criticamente sobre as suas implicações teórico-práticas ao criar e implementar uma ação de educação e um projeto expositivo socialmente consciente.

No âmbito do Laboratório, dia 23, às 14h30, realiza-se a conversa aberta Quando as convicções do museu se transformam em ações de escuta da escola, com a participação de Alexandra Falcão, Alice Semedo e Andreia Dias.

A realização do Laboratório conta com o apoio do Município de Lamego.

Todas as atividades são gratuitas.


PROGRAMA


18 maio

Oficina – Animais & Companhia

Destinada a alunos do pré-escolar

Horário: 10h00-12h30 e 14h00-18h00

Mediante inscrição, através do email: mlamego@culturanorte.gov.pt , até 16 de maio


20 maio

21h30 – Conferência – De Paço a Museu. Um lugar de abertura à cidade

Proferida por João Luís Marques e Marta Oliveira (CEAU – FAUP)

Sobre os conferencistas:

JOÃO LUÍS MARQUES arquiteto, licenciado e doutorado em Arquitetura pela Universidade do Porto. Professor Auxiliar Convidado da FAUP de História da Arquitetura Portuguesa. É membro integrado do grupo de investigação Arquitetura: Teoria Projeto História, do Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo (FAUP) e colaborador do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa (UCP). É investigador consultor do projeto “Casa Senhorial, Portugal, Brasil e Goa – Anatomia dos Interiores”. Enquanto profissional liberal desenvolve projetos de arquitetura e trabalhos de investigação/consultadoria na área do património cultural, nomeadamente “Casa(s) em Valdigem”. É membro do ICOMOS – Conselho Internacional de Monumentos e Sítios.

MARTA OLIVEIRA doutorada em Arquitetura pela Universidade do Porto; Arquiteta pela Escola Superior de Belas Artes do Porto. Integrou, como arquiteta, o G.A.T. do Vale do Douro Sul, em Lamego (1980-1986). Desde 1984, é docente da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP). Lecionou, entre outras unidades curriculares, História da Arquitetura Portuguesa, do curso de Mestrado Integrado em Arquitetura; Teoria e História da Reabilitação Arquitetónica, do Curso de Estudos Avançados em Património Arquitetónico, e Seminários de Projeto de Tese, do Programa de Doutoramento em Arquitetura, do qual foi diretora (2017-2023), até à sua jubilação. É Professora Associada convidada e investigadora do Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo (FAUP). 

22h30 – Visita orientada à exposição Um Museu para todos. O olhar de cada um


22 e 23 maio

Laboratório de Interpretação, Educação e Exposição em Museus

Alunos e professores do curso de mestrado em Museologia da FLUP

23 maio | 14h30 – Conversa aberta Quando as convicções do museu se transformam em ações de escuta da escola, com Alexandra Falcão, Alice Semedo e Andreia Dias.