Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

18 maio | Dia Internacional dos Museus

Abertura da exposição

Sístole | Diástole. Fotografias de Filipe Carneiro

Neste projeto de Filipe Carneiro, o objeto é o hospital onde trabalha como cirurgião cardiotorácico. O hospital é para cada um de nós um lugar de temor(es) e (in)quietudes porque por natureza o doente está despojado de tudo quanto é para além do corpo vulnerável. Tememos o lugar onde a linha da vida e da morte se desenha de forma mais radical, o lugar onde se tecem contingências e incertezas. Filipe Carneiro não tem a pretensão de documentar a vida do seu hospital ou do seu serviço. As suas fotografias inscrevem, registam os quotidianos daqueles que lidam com a falha, a falência, a rutura, a incompletude, a dor, a doença. E a imagem que o fotógrafo nos devolve é a de um corpo dentro de um corpo maior que é a cidade e como corpo, e como sistema, é feito de componentes que interagem entre si, que se implicam, se complementam, se integram.

A exposição, com a curadoria de Manuela Matos Monteiro e João Lafuente, é apresentada no âmbito do programa “Embaixadores do Museu de Lamego para a fotografia”, com as Galerias MiraForum.

 


Filipe Carneiro é minhoto, médico cirurgião cardiotorácico no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho e fotógrafo amador. Fotografa o mundo e as pessoas desde há muito, procurando através de cursos de fotografia aperfeiçoar a sua técnica de captura da realidade. Tem participado em exposições coletivas e realizado exposições individuais. Tem trabalhos selecionados na Galeria FineArt-Portugal, no banco de imagens Fotolia, na rede social Eyeem e no “space.com”. Várias imagens da sua autoria integram revistas e livros. É membro do grupo Novos Primitivos – Fotografia Química e do Photobook Club do Porto. É fundador da revista PELIKULA (www.issuu.com/ pelikularevista), uma publicação anual sem fins lucrativos.