Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

São Vicente

São Vicente

Figura de vulto de São Vicente, o santo mártir aragonês do século IV. O seu corpo foi trasladado de Valência para Lisboa em 1173, num barco acompanhado por dois corvos. Por esse motivo, figuram na heráldica da cidade um barco e dois corvos.

Num fundo paisagístico reduzido ao essencial impõe-se, destacando-se do mesmo, São Vicente, representado como jovem diácono acompanhado pelos respetivos atributos: a nau com um corvo e a palma do martírio.

A elegância na modelação dos tecidos, a pose estudada, de gestos delicados, mas dramatizados, o tratamento através de áreas de luminosidade intensa, o colorido luminoso e cálido, influenciado pelo naturalismo sevilhano são característicos da obra de André Reinoso, um prestigiado pintor de Lisboa, com atividade documentada entre 1610-1650. As ligações do artista a uma família da Beira-Alta, perseguida pela Inquisição por suspeita de judaísmo, poderão explicar o facto de ter trabalhado para o bispado de Lamego.

Executada para decorar a catedral de Lamego a tela de São Vicente fazia provavelmente parte do retábulo dedicado à Virgem da Assunção, que no século XVII foi armado na capela-mor, após o desmantelamento do antigo políptico de Vasco Fernandes.

 

André Reinoso

1610-1650

Pintura a óleo sobre madeira

Proveniente da Mitra Episcopal de Lamego

Inv. 62