Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Retábulo de Jesus, Maria e José

Retábulo de Jesus, Maria e José

O retábulo de Jesus, Maria e José pertenceu à capela do Desterro, instituída pela clarissa Maria da Cruz, na ala setentrional do claustro maior do Mosteiro das Chagas, tendo a mesma religiosa se encarregado da pintura e douramento do retábulo.

Congregando elementos de várias épocas, o retábulo do Desterro foi profundamente alterado por posteriores acrescentos, conservando da primitiva estrutura, as quatro colunas torsas de sete espiras encimadas por capitéis compósito. A presença de motivos como conchas, festões, cornucópias, folhagem miúda e açafates de flores, denunciam o figurino rococó das alterações introduzidas.

O interior da tribuna é decorado com uma pintura de motivos florais, de vibrante colorido, simulando um luxuoso tecido brocado. Do mesmo modo, a frente do altar, recorrendo à mesma técnica de estofo das esculturas religiosas dos séculos XVI e XVII, constitui um expressivo exemplo de imitação na pintura de um frontal de altar têxtil.

No inventário dos bens do Mosteiro das Chagas, realizado em 1897, a capela do Desterro foi avaliada em 60$000 réis e as imagens da Virgem e de São José em 4$000 réis, não havendo, já na altura, qualquer referência à imagem do Menino que, de acordo com a iconografia do Desterro, se encontraria entre as mesmas.

 

Lamego

Soror Maria da Cruz (pintura e douramento do retábulo e das imagens)

1600-1619; séc. XVIII

Madeira entalhada, dourada e policromada

Proveniente do Mosteiro das Chagas de Lamego

Inv. ML 128