Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Prato

Prato

Prato circular, produzido numa faiança robusta, de côvo acentuado, com decoração. Numa cartela delimitada inferior e superiormente por registo vegetalista, inscreve-se um medalhão oval cuja reserva central exibe um “Agnus Dei” delimitado por duplo filete e em torno do qual aparece a inscrição: “A* BRE *V”. Pintura a azul, amarelo e castanho sobre branco de fáceis arcaizante.

Poderá estabelecer-se uma aproximação formal e decorativa com um prato armoriado do Museu Nacional de Arte Antiga, datado do século XVII e com a inscrição: “SOROR BRITES D EIEZVS”. Tal como no presente exemplar apresenta a decoração circunscrita ao covo do prato e a aba lisa branca. As mesmas características são visíveis num outro prato reproduzido por Arthur de Sandão, com os escudo carmelitano, datável de 1752, produzido no centro de produção de Coimbra, sobre o qual o qual o autor nota:  “desenvolvera-se em Coimbra um género de fabrico com elos de transição, robustez descuidada e fácies arcaizante que não apresenta nenhum outro centro português”.

Com efeito, a inscrição ABREU, que aparece no prato, corresponde ao apelido de Manuel José, que foi proprietário da uma fábrica de louça branca em Coimbra.

 

Coimbra

Séc. XVII-XVIII

Fábrica de José Manuel Abreu (?)

Barro vidrado e policromado

Proveniente da coleção de Fausto Guedes Teixeira

Inv. ML 669