Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Perfumadores

Perfumadores

Também designados pivetes ou piveteiros, os perfumadores fazem parte de um conjunto de altar do qual fazem também parte um cruxifico e seis castiçais, três sacras, caldeirinha e respectiva hissope, uma naveta, um turíbulo e ainda um purificador e palmatória.

De autoria de Tomás Correia, um prestigiado ourives de Lisboa, com atividade documentada entre 1690 e 1728, a presença deste conjunto Lamego deve estar relacionada com o episcopado de D. Tomás de Almeida, que governou a diocese entre 1706 e 1709, antes da sua nomeação para 1.º patriarca de Lisboa, ou o de D. Nuno Álvares Pereira de Melo (1710-1733), seu sucessor.

De estrutura piramidal as peças possuem uma decoração sóbria, obtida através da alternância de superfícies lisas com frisos de pérolas e entrelaços vegetalistas, de acordo com o despojamento decorativo que caracterizou a ourivesaria portuguesa de transição do século XVII para o XVIII. Já a estrutura tripartida na base, assente em vigorosas volutas de acanto, denuncia a influência de modelos italianos de ourivesaria de aparato que chegaram a Portugal durante o reinado do Magnânimo.

 

Tomás Correia

Lisboa, 1690-1728

Prata dourada, fundida, relevada e cinzelada

Provenientes do antigo paço episcopal de Lamego

Invs. ML 178-181