Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Gravura Santa Maria Madalena

Santa Maria Madalena

Estampa, representando Santa Maria Madalena, na versão de penitente, executada por Raphael Morghen, a partir de uma célebre pintura de Bartolomé Esteban Murillo (1617-1682).

Raphael Morghen foi um dos mais importantes gravadores italianos da segunda metade do século XVIII. O pai, Filippo Morghen, também um reputado gravador florentino de temas mitológicos e retratos, reconhecendo o talento do filho, cedo o envia para Roma, a fim de completar a sua formação. Com a idade de 12 anos publica a sua primeira gravura e aos 20 estabelece-se por conta própria, recebendo numerosas encomendas de retratos e de assuntos mitológicos e religiosos.

Viveu e trabalhou em Nápoles, Roma e Florença, tendo executado um total de 252 gravuras originais a partir de obras de mestres como Rafael, Ticiano, Bronzino e Corregio, entre outros. Enquanto professor principal da Academia de Florença, nomeado em 1793 pelo grão-duque Ferdinando II, exerceu uma grande influência em toda uma geração de gravadores de inícios do século XIX.

Dono de uma técnica notável tornou-se célebre pelos valores tonais e texturas inigualáveis que emprestou às suas gravuras.

 

Raphael Morghen (1758-1833)

a partir de Bartolomé Estéban Murillo (1617-1682)

Itália, Florença

Santa Maria Madalena

Séc. XVIII-XIX

Doação de Fausto Guedes Teixeira, 1941

Inv. ML 903