Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Gravura Cortejo

Cortejo de despedida e embarque de Dona Catarina de Bragança para Inglaterra

Reprodução alemã da água-forte do pintor e gravador holandês Dirk Stoop, com legendas identificativas.

Reconhecido pelas suas pinturas com cenas de caça e de cavalaria, de paisagens de portos e assuntos históricos, Dirk Stoop veio para Portugal – onde passou a ser conhecido por Rod[e]rigo – a convite de D. João IV. Convertido em pintor de corte, acompanhou a infanta Catarina de Bragança a Inglaterra, por ocasião do seu casamento com o rei Carlos II, em 1662.

Desse período datam uma série de grandes telas que registam o trajeto da comitiva da princesa desde Lisboa até Hampton Court, passando por Portsmouth. A partir dessas telas foram feitas diversas versões em gravura, sendo conhecidos, entre outros, os exemplares que se conservam em Lisboa, na Torre do Tombo, na Biblioteca Nacional e no Museu Nacional dos Coches e em Londres, no National Maritime Museum.

De caráter historicista, a narrativa desenvolve-se em dois registos horizontais. No superior é representado o cortejo de despedida, organizado no terreiro do Paço, no dia 20 de abril de 1662, identificando-se os coches onde seguem o cardeal Hertzog, o embaixador inglês Edward Montafu e a futura rainha de Inglaterra e os irmãos, D. Afonso e D. Pedro. No nível inferior, é representado o embarque da filha de D. João IV e de Dona Luísa de Gusmão, podendo observar-se o desfile da comitiva real pelo cais de embarque no Tejo, pejado de naus das armadas inglesa e portuguesa e uma vista sobre Lisboa, da qual se destaca o torreão do Paço da Ribeira.

 

Dirk Stoop (c.1615-1686)

(Reprodução alemã a partir de água-forte de Dirk Stoop), 1662

Legado de Ana Maria Pereira da Gama (2013)

Inv. ML 7821