Horário: Todos os dias. Das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

Banco de espaldar

Banco de espaldar

Possui o museu um conjunto de seis bancos de espaldar que pertenceram ao cabido da Sé de Lamego, que os terá adquirido no Porto, em 1736, concluídas as importantes obras de ampliação na Casa do Cabido e Cartório. Apresentam um pouco usual trabalho de talha, que os distingue da maioria dos exemplares desta tipologia que se conservam nas coleções nacionais e que foi certamente executada por entalhadores do Porto, familiarizados com a execução de retábulos de gosto barroco. O uso destes móveis estendia-se desde as cerimónias religiosas, como “as funções da Semana Santa e Pontifical da Páscoa”, época em que eram colocados na sacristia, até às de caráter mais profano, como quando os cónegos assistiam aos espetáculos de cavalinhos que se realizavam no pátio do antigo paço episcopal ou à representação de comédias que tinham lugar naquele pátio e no largo da Sé.

 

Portugal (Porto?)

1736

Madeira de nogueira e couro

Proveniente da Catedral de Lamego

Inv. ML 408